Pular para o conteúdo
Voltar

Governo divulga Parque Tecnológico de MT na maior feira de inovação da China

Com o fortalecimento internacional do Parque Tecnológico, Mato Grosso garante novas frentes de intercâmbio e investimentos.
Naiara Martins | Seciteci-MT

Muitos dos projetos embrionários de tecnologia e inovação que em breve conquistarão o mercado mundial estiveram na China High Tech Fair, realizada entre os dias 15 e 19 de novembro, em Shenzhen. - Foto por: China High Tech Fair - Divulgação
Muitos dos projetos embrionários de tecnologia e inovação que em breve conquistarão o mercado mundial estiveram na China High Tech Fair, realizada entre os dias 15 e 19 de novembro, em Shenzhen.
A | A

O Governo de Mato Grosso apresentou o Parque Tecnológico do Estado na maior feira de tecnologia e inovação da China, a China High Tech Fair, em Shenzhen. A exposição foi realizada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), que compôs a comitiva da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), na última semana (15 a 19 de novembro). 

O secretário da Seciteci, Maurício Munhoz, destaca que esta é a terceira vez que Mato Grosso participa da feira chinesa, que reuniu expositores de mais de 40 países em um espçao de mais de 300 mil m². Segundo ele, a feira é importante para gerar novas oportunidades de investimentos para Mato Grosso.

"A China High Tech Fair é um espaço para quem procura novidade e quer importar e exportar tecnologia. Quem tem um projeto como o Parque Tecnológico, naturalmente, tem de buscar projeção naquele mercado, pois lá é o lugar onde investidores do mundo todo buscam projetos para endossar", observa o secretário.

"A participação de Mato Grosso é importante tanto para startups chinesas investirem no Estado, como, de outro lado, as empresas mato-grossenses terem ambiente fértil para investirem em projetos naquele país. Temos muito a aprender com a expertise chinesa na área da tecnologia e inovação e estamos desejosos pelo estreitar de laços", completa.

Assessora internacional de Mato Grosso na China, Ariana Guedes aponta que o objetivo da Pasta é consolidar Mato Grosso no cenário da tecnologia e inovação, a fim de que o Estado possa ampliar oportunidades de negócios e desenvolvimento científico, por meio de parcerias com empresas de tecnologia que foquem no desenvolvimento sustentável, transferência de tecnologia, e, ainda, acordos entre centros de pesquisas e empreendedores para um intercâmbio de conhecimento.

“Desde 2020, nossa participação tem sido muito institucional. Apresentamos o Parque Tecnológico como um projeto em fase de implementação, mas que ao mesmo tempo está se preparando para receber os investimentos. Há três anos eu falo desse projeto na China. Queremos captar investimentos e parcerias. O que a gente espera é que consigamos, nos próximos anos, começar a trazer entidades acadêmicas, institutos de pesquisa, alunos, professores e, ainda, empresas de base tecnológica”, comenta a servidora.

Além da China High Tech Fair, o Parque Tecnológico também foi apresentado na 27ª Conferência Mundial do Clima (COP-27), no Egito, onde o Estado também apresentou o MTVerso - metaverso do Governo de Mato Grosso, que funciona como um escritório de representação global do Estado no ambiente virtual. O projeto foi desenvolvido pela Seciteci e pelo Parque Tecnológico Mato Grosso, com tecnologia 100% desenvolvida pelo Núcleo de Redes Inteligentes e Soluções Criativas (Risc), da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), coordenado pelo professor Robson Gomes de Melo.