Pular para o conteúdo
Voltar

Governo lança edital para fomentar inovação em micro e pequenas empresas de Mato Grosso

O programa é uma parceria dos Governos Estadual e Federal e tem como objetivo o desenvolvimento de produtos, serviços ou processos inovadores
Widson Ovando | FAPEMAT

Governador assina edital para lançamento do programa Tecnova em MT, que vai fomentar pesquisas em micro e pequenas empresas - Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT
Governador assina edital para lançamento do programa Tecnova em MT, que vai fomentar pesquisas em micro e pequenas empresas
A | A

O governador Mauro Mendes assinou nesta segunda-feira (22.02) o edital de lançamento do programa Tecnova II-MT, em parceria com o Governo Federal, com investimentos de R$ 4,2 milhões para fomento à pesquisa por microempresas e empresas de pequeno porte.

O programa será coordenado pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat) e tem o objetivo de possibilitar que as empresas desenvolvam produtos ou processos inovadores com temas voltados ao agronegócio, tecnologia da informação e comunicação (TIC), metalmecânica, reaproveitamento, química, construção civil, bioeconomia, energia.

“Queremos que as micro e pequenas empresas possam se qualificar e entrar nesse ambiente de inovação, buscando novas alternativas para velhos problemas. Pois é a partir da inovação que é possível fazer uma transformação na realidade dessas empresas no Estado de Mato Grosso”, afirmou o governador.

As propostas serão objeto de seleção pública e cada empresa selecionada poderá receber valores com limite de R$ 100 mil a R$ 200 mil, com contrapartida de 5% do valor da proposta.

O presidente da Fapemat, Marcos de Sá, acredita que esta é uma estratégia para microempresas e empresas de pequeno porte se reinventarem.

“O fomento à inovação é uma das principais ações da Fapemat e, por isso, apostamos neste programa que irá introduzir novos produtos e processos no mercado ou agregará melhorias nos já existentes em tempos de pandemia. Assim, haverá geração de emprego, distribuição de renda, inclusão social, redução da informalidade e fortalecimento da economia”, finalizou ele.

 





Editorias