Pular para o conteúdo
Voltar

Escola Técnica de Rondonópolis forma 65 profissionais em quatro áreas técnicas

65 novos técnicos se formaram em quatro cursos da Escola Técnica de Rondonópolis
Julianne Caju / Soraya Medeiros | Seciteci

65 alunos colaram grau na última segunda-feira (13.12) - Foto por: Soraya Medeiros
65 alunos colaram grau na última segunda-feira (13.12)
A | A

Os setores de Agricultura, Eletrotécnica, Recursos Humanos e Segurança do Trabalho de Rondonópolis e região podem contar com 65 novos técnicos formados pela Escola Técnica Estadual de Rondonópolis, pertencente à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) de Mato Grosso. Esses novos profissionais receberam a outorga de grau de cursos técnicos na noite de segunda-feira (16.12).

Para a egressa Darla Cristina dos Santos o término do curso é a realização de um sonho. “Eu sempre desejei estudar um curso técnico de Agricultura. Lidar com o campo é uma das minhas vocações e pode ser de outras mulheres. Eu recomendo o curso da Escola Técnica de Rondonópolis”, disse.

Durante a abertura do evento, a diretora da Escola Técnica de Rondonópolis, Neiva Col, destacou o empenho dos estudantes que aceitaram o desafio de cursar o ensino técnico e informou que as portas da unidade escolar sempre estarão abertas para recebê-los. “Parabenizo a todos os formandos e desejo uma nova caminhada cheia de conhecimentos e oportunidades”.

Para Aloísio Valentim Silva a atualização profissional agregou muito conhecimento nas atividades que ele já executa há 24 anos. “A excelente capacitação dos professores me possibilitou aprender sobre as novas tecnologias da área que muda constantemente. Valeu muito a pena fazer o curso técnico de Eletrotécnica na Escola Técnica de Rondonópolis.”

Essa perspectiva de agregar conhecimento e de abertura de novas oportunidades de trabalho também motivou Altair Raimundo Lima Ramos a fazer o curso técnico de Eletrotécnica. “O curso me possibilitou ampliar e melhorar meu trabalho na área de manutenção de caixas eletrônicos. Foi muito bom aprender, ganhar conhecimentos e fazer amigos.”

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Nilton Borgato considera a colação de grau o momento em que a escola técnica, após um trabalho árduo e ético, confirma a relevância de seu papel e presta contas do trabalho desenvolvido. “Esses novos profissionais estão aptos para o mercado de trabalho, sabemos que a maioria destes jovens já saem empregados. Esse é o poder da educação profissional e a Seciteci têm esse papel fundamental para a construção de um país mais justo”.

Daiane Cristina de Souza, formanda de Segurança do Trabalho ressaltou a importância do estágio realizado por um ano em uma empresa na cidade de Rondonópolis. “Pude nessa vivência aliar a teoria à prática, tirar dúvidas com os professores a partir das ocorrências da empresa.” Outro destaque que a aluna dá é a possibilidade oferecida pelo curso de perceber e entender os riscos de acidentes domésticos. “Normalmente em casa há muito improvisos para executar as tarefas domésticas. Nessa hora que os acidentes ocorrem. O curso me abriu os olhos para essas situações.”

O desenvolvimento pessoal e amadurecimento profissional foram destacados pela egressa do curso de Recursos Humanos, Leonia Cristina Pereira Britis. “Atuo na área há dez anos e o curso abriu novos horizontes e me motivou a continuar estudando, aprendendo e me atualizando. Não podemos nos acomodar.”

No discurso como orador dos formandos, Flávio Arcanjo, enalteceu o alto nível profissional do corpo docente da escola, a qualidade das aulas e o comprometimento da equipe administrativa da instituição. “Por ser uma escola pública enfrenta muitas dificuldades. Mas a qualidade do ensino não ficou a desejar. Nós formandos somos prova de que a educação muda a vida das pessoas, gera emprego e renda. A educação é a única capaz de promover mudanças na sociedade.”

Participaram da cerimônia o secretário adjunto da Educação Profissional e Superior da Seciteci, Stephano do Carmo, a coordenadora de Educação Profissional e Tecnológica da Seciteci, Ana Flávia Derze Soares, o vereador de Rondonópolis, Cláudio da Farmácia e o secretário de Habitação e Urbanismo, Paulo José Correia, além de professores e familiares dos estudantes.





Editorias