Pular para o conteúdo
Voltar

Municípios de MT têm até o dia 19 de julho para enviar demandas de cursos técnicos

Consulta pública será utilizada para debater quais cursos cada região necessita
Soraya Medeiros | Seciteci

Cursos técnicos serão ofertados no segundo semestre - Foto por: Google
Cursos técnicos serão ofertados no segundo semestre
A | A

Os 141 municípios mato-grossenses têm até o dia 19 de julho para enviar as suas demandas de cursos técnicos para a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci).

Segundo o secretário da Seciteci, Nilton Borgato, foi encaminhado um ofício a todos os municípios no dia 1º de abril, solicitando que fizessem uma consulta pública para saber da população local quais são os cursos profissionalizantes que devem ser ofertados pela Seciteci. 

“Nosso principal objetivo é levar os cursos técnicos aonde eles não existem. Em especial, às pessoas que necessitam e precisam se profissionalizar para entrar no mercado de trabalho”, afirmou.

Borgato explica que anteriormente a própria Secretaria escolhia os cursos e ofertava nas Escolas Técnicas. “Hoje, queremos saber a verdadeira vocação do município ou região para combatermos a evasão escolar e atender efetivamente a sociedade mato-grossense”.

A consulta pública é uma oportunidade para que alunos, pais, professores, associações de bairros, entidades e organizações de classe participem da definição dos cursos que serão ofertados. “A participação de todos nessa etapa é fundamental para que o objetivo do planejamento seja alcançado e todos se sintam contemplados”, disse o secretário.

O superintendente de Educação Profissional e Superior da Seciteci, Fernando Wosgrau, ressalta que até o momento, apenas 45 municípios encaminharam as demandas. “Estamos à disposição para sanar as dúvidas dos agentes públicos sobre os métodos a serem utilizados na consulta pública. O essencial é ouvir a população”, enfatizou o gestor.

Borgato destaca, ainda, que os municípios que não enviarem as demandas solicitadas dentro do prazo poderão não ser contemplados com os cursos. “O Governo do Estado está trabalhando para que a população receba a devida qualificação profissional e, para isso, precisamos fazer esse trabalho em conjunto com os municípios para que todos sejam beneficiados”, concluiu o secretário.

Confira no mapa os municípios que enviaram as demandas





Editorias