Pular para o conteúdo
Voltar

Expansão de programas voltados à ciência e tecnologia são discutidos com ministro

A ampliação do Internet para Todos e a expansão da fibra ótica em Mato Grosso estiveram na pauta das agendas desta semana.
Soraya Medeiros | Secitec

Equipe da Secitec reúne com o ministro Marcos Pontes - Foto por: Rogério Nunes
Equipe da Secitec reúne com o ministro Marcos Pontes
A | A

A equipe da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec) participou de várias reuniões em Brasília, nesta semana, para tratar de temas pertinentes a Mato Grosso, como o programa Internet para Todos e a expansão da fibra ótica no Estado. 

Na primeira reunião, o secretário Nilton Borgato visitou o Parque Tecnológico de Brasília (Biotic) com o intuito de conhecer as estruturas, o modelo de governança e as ações que estão sendo desenvolvidas pelas empresas residentes. 

Ele também  esteve com governador Mauro Mendes e o diretor geral do Escritório de Representação de Mato Grosso (Ermat), Carlos Fávaro, em uma visita ao ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes.  

“Esse encontro buscou uma aproximação, para que o ministro tomasse conhecimento das principais ações da Secitec, pois queremos fortalecer ainda mais a popularização da ciência, tecnologia e inovação em Mato Grosso”, pontou Borgato.

O programa Internet para Todos, que tem o objetivo de levar a conexão banda larga para todos os municípios, possibilitando que os mais pobres tenham acesso à internet, foi um dos temas debatidos com o ministro. “É uma ferramenta importante para a comunicação e essencial na qualificação e formação dos cidadãos”, acrescentou o secretário.

A expansão da fibra ótica, de modo a gerar mais agilidade às empresas e o próprio governo na prestação de serviços à população, também esteve na pauta de Brasília. Com isso, o Núcleo de Educação à Distância (Nead) da Secitec, por exemplo, se tornará mais rápido e seguro para realização de atividades de formação em EAD.

Borgato explica que a médio e longo prazo a rede poderá também ser utilizada para diversos projetos que façam uso da nova estrutura. “Essa rede é o primeiro passo para o projeto de cidades inteligentes. Tendo uma rede dessas implementada, todos os outros serviços digitais podem acontecer”.

A equipe da Secitec participou de várias reuniões, entre os dias 19 e 20, entre elas, do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), quando houve a eleição para a nova diretoria da entidade para a gestão 2019/2020.





Editorias