Pular para o conteúdo
Voltar

Número de alunos nas escolas técnicas cresce nos últimos quatro anos

Luzia Araújo | Gcom-MT

Cresce o número de alunos nas Escolas Técnicas - Foto por: Christiano Antonucci
Cresce o número de alunos nas Escolas Técnicas
A | A

O número de estudantes nas Escolas Técnicas Estaduais aumentou ao longo dos últimos quatro anos. As unidades de educação profissional passaram de cinco mil alunos, para, aproximadamente, 15 mil estudantes atendidos anualmente. O crescimento foi um dos avanços conquistados pela Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec) apresentados pela equipe da pasta ao governador Pedro Taques, nesta terça-feira (18.12), no Palácio Paiaguas. 

Além de receber novos alunos, as escolas técnicas também foram reformadas pela atual gestão, incluindo a manutenção no sistema elétrico, telhado e nova pintura. O superintendente de Educação Profissional, Joaci Conceição Silva, destacou também a entrega da Escola Técnica de Buriti, em Chapada dos Guimarães, à sociedade.

“Por meio de um convênio, o local se tornou a Escola Técnica Estadual de Buriti e já está em funcionamento. Hoje temos 10 escolas em operação e oito novas unidades, sendo construídas”, disse Silva. 

Outro trabalho que fortaleceu a ciência e inovação no Estado foi a realização do concurso público para preenchimento de 162 vagas para professores e técnicos, que atuarão nas escolas profissionalizantes. O concurso já foi homologado pelo Governo do Estado.

“As escolas técnicas vêm trazendo resultados positivos nos municípios e os cursos estão mudando a vida dos estudantes sendo, às vezes, a sua única qualificação. A ideia das escolas é oferecer capacitação, para fixar o trabalhador naquele local e o principal interesse da Secitec, na área da educação, é a empregabilidade”, ressaltou o superintendente.  

Com uma enorme lista de municípios visitados, a Carreta MT Ciências também fortaleceu o trabalho da Secitec no Estado. Para a superintendente de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e Inovação, Lectícia Figueiredo Oliveira, o veículo se transforma em laboratório de ciência e tecnologia, e até sala para exibição de vídeos e palestras, é um dos projetos mais inovadores da pasta, sendo a terceira carreta desse tipo no país, junto com Minas Gerais e Rio de Janeiro. “Já estamos percorrendo os municípios do Estado e já temos uma demanda enorme para 2019”, destacou.

Outro destaque desta gestão foi a assinatura da ordem de serviço para a construção do Centro de Inovação do Parque Tecnológico Mato Grosso, em Várzea Grande, com ação para despertar o empreendedorismo, inovação e criação de startups no Estado. “A Secitec desenvolveu diversos programas, como Células Empreendedoras e o Circuito Jovem Empreendedor, para fomentar o futuro espaço físico. Concluindo as obras todo esse ecossistema de startup estarão instalando nesse local”, disse Lectícia. 





Editorias